A importância da comunhão

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
A importância da comunhão


A importância da comunhão

Ter comunhão uns com os outros é essencial, mas qual A importância da comunhão?

Talvez já pensamos que antes sozinho do que mal acompanhado, mas isso pode não ser o ideal. No entanto, ter comunhão requer mais do que ter companhia.
Por que não podemos ser cristãos sozinhos? Por que não podemos servir a Deus nos trancado em nossos quartos? Por que precisamos da companhia de outros? Precisamos saber lidar com todo tipo de gente. Há aqueles silenciosos e aqueles que falam demais, e há os prolixos.
Diante dessas dificuldades, alguns concluem que é mais fácil servir a Deus sozinho e que, na verdade, a companhia desses irmãos os torna mais carnais e os leva a pecar. Mas isso é um equívoco claro. Não é a comunhão que nos faz pecar, a comunhão apenas revela a nossa realidade espiritual.

NA VIDA NATURAL

A solidão está virando uma epidemia, principalmente nos grandes centros. Segundo dados do IBGE, nos últimos 20 anos, no Brasil, o número de casas habitadas por uma única pessoa passou de 7% para 12%. O ser humano não nasceu para viver sozinho e que não existe desenvolvimento humano sem vínculos com pessoas.isso já foi comprovado pela Antropologia e hoje é senso-comum. O sentimento de solidão é um alerta para a busca de companhia, assim como a fome e a sede são alertas que o corpo está precisando de alguma coisa. A comunhão é uma das necessidades básicas do ser humano.

O livro de Hebreus já exortava os crentes a não deixaram de congregar (Hb 10.25).

É por meio de relacionamentos que desenvolvemos nossa personalidade e nos tornamos adultos, desenvolvemos nossa vida espiritual. Aqueles que evitam o relacionamento estão fugindo dos tratamentos de Deus. As tábuas do tabernáculo eram ajustadas lixando-as uma nas outras. Podemos dizer, sem medo de errar, que não é possível servir a Deus apropriadamente sem a comunhão dos irmãos.
Quanto mais perto de Deus estamos, mais sensíveis e abertos nos tornamos aos irmãos. Inversamente, quanto mais envolvidos com o pecado, mais distantes nos tornamos, mais nos escondemos entre as árvores do jardim. Minha intimidade com Deus é revelada na minha comunhão com os irmãos.

Palavra tirada de um estudo bíblico

Deixe uma resposta