CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Compartilhar

Foi autorizado pelo Congresso o saque integral do fundo para quem tinha no máximo um salário mínimo (valor atual de R$998) na conta até o dia 24 de julho de 2019.
Após alterar o limite do saque-imediato do FGTS, de R$ 500 para R$ 998, a Caixa Econômica Federal, deve liberar R$2,6 bilhões para 10,1 milhões de trabalhadores até o Natal.

Para entrar em vigor, será necessário a sanção do projeto pelo presidente Jair Bolsonaro. Após receber o aval, a medida virará lei.

Enquanto isso a Caixa já está preparada para fazer os pagamentos e aguarda apenas a sanção do presidente Jair Bolsonaro. Segundo informações preliminar, não haverá cronograma especial.

Também será possível sacar os recursos nas agências lotéricas. Quem tem conta poupança no banco terá o dinheiro depositado automaticamente.

Por enquanto, vale o cronograma de saque de até R$500,00 do FGTS. Quem nasceu entre janeiro e outubro já pode sacar. Quem faz aniversário entre novembro e dezembro precisa esperar, mas todos os saques serão liberados ainda em 2019.

Os trabalhadores que já realizaram o saque de R$500 e teriam direito ao saque de até R$998 devem aguardar o anúncio da Caixa para saber quando e como poderão retirar o restante do saldo na conta.

Saque Aniversário


Foi divulgado o calendário de saques do FGTS para 2020. Trata-se do saque-aniversário. A modalidade vai permitir que pagamentos anuais para quem tem dinheiro no fundo, seja de contas ativas ou inativas.

De acordo com o texto, uma medida provisória, o cronograma está de acordo com o aniversário do beneficiário. Por enquanto, foi revelado apenas os meses de saques para quem nasceu no primeiro semestre.

Em 2020, os saques para os aniversariantes do primeiro semestre terão o seguinte cronograma para os nascidos em:

Janeiro e fevereiro – os saques serão efetuados no período de abril a junho de 2020;

Março e abril – os saques serão efetuados no período de maio a julho de 2020;

Maio e junho – os saques serão efetuados no período de junho a agosto de 2020.

Na medida provisória, ainda não foi revelado o calendário para quem nasceu no segundo semestre. Mas, durante o anúncio no dia 24 de julho, o Ministério da Economia informou que, após junho, os saques poderão ser feitos no mês de aniversário do trabalhador. A partir de 5 de agosto, a Caixa Econômica Federal dará mais detalhes, como cronograma e canais de atendimento.

Lembrando que o saque-aniversário do FGTS vai começar a valer a partir de 2020. A modalidade será para quem optar por receber parte do FGTS a cada ano. Nesse caso, os interessados em migrar para a modalidade terão que comunicar a decisão à Caixa Econômica a partir de outubro deste ano.

Portanto, se confirmar a mudança, o trabalhador não vai poder efetuar o saque em caso de rescisão do contrato de trabalho. O beneficiário que optar pelos saques anuais só poderá voltar à modalidade que permite o saque total em caso de demissão sem justa causa dois anos depois da mudança. Porém, quem optar pelo saque-calendário continuará com direito à multa de 40% sobre o valor total da conta.

Segundo o Ministério da Economia, a migração não é obrigatória. Se o trabalhador não comunicar à Caixa a intenção de aderir ao saque-aniversário, permanecerá na regra anterior.

Caso opte pelo saque-aniversário, o trabalhador vai poder retirar o saldo do FGTS para a casa própria, em caso de doenças graves, de aposentadoria e de falecimento do titular, algumas das hipóteses previstas para saque.

Além do saque de até R$500 por conta, o governo anunciou uma nova modalidade de saques: o saque-aniversário. Essa nova opção estará disponível a partir de 2020.

– a modalidade permitirá a realização de saques anuais;
-os interessados em migrar para a modalidade terão que comunicar a a decisão à Caixa Econômica a partir de outubro;
-ao confirmar a mudança, o trabalhador deixará de efetuar o saque em caso de rescisão de contrato de trabalho.

Na modalidade saque-aniversário, os cotistas com saldo menor poderão sacar anualmente percentuais maiores, conforme tabela abaixo.
Segundo o governo, o calendário do saque-aniversário em 2020 será divulgado oportunamente pela Caixa. A partir de 2021, o saque do FGTS deverá ser feito no primeiro dia do mês do aniversário até o último dia útil do segundo mês subsequente. Por exemplo: se a data de aniversário for dia 10 de março, o trabalhador terá de 1º de março até o último dia útil de maio para efetuar o saque.

Tags::

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Próximo