fbpx
CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Por que a gasolina e o gás estão tão caros?

Compartilhar


Tudo está ficando mais caro. Nestes primeiros meses do ano, já ocorreram vários reajustes dos preços de gasolina, óleo diesel, gás de cozinha e tudo mais. Por que tantos aumentos dos combustíveis?  Quem é o responsável?

Portanto desde o começo de 2021, o preço do litro da gasolina nas refinarias aumentou 34,78% e do diesel, 27,72%.  E esses aumentos são repassados para o povo, por meio das empresas de distribuição e dos postos. Só este ano a gasolina aumentou quatro vezes. Mas nos postos de combustíveis, a gasolina já é vendida acima de R$ 5. Em dezembro de 2010, o litro da gasolina era R$ 2,70. Tem gente com saudade dos tempos de Lula e Dilma, quando os combustíveis eram mais baratos.

Contudo o mesmo acontece com o gás de cozinha, que sofreu grandes reajustes ao longo dos anos. No final de 2010, o botijão de gás de 13kg custava em média R$ 30,66 e no final do ano passado estava em R$ 83,97. Este custo pesa no orçamento das famílias, e ficou mais caro preparar os alimentos.  E ninguém quer voltar ao passado e depender de fogão à lenha.

A razão de ter tantos aumentos de combustíveis é devido à política de preços adotados pela Petrobras. Desde o Golpe de 2016, quando tiraram a presidente Dilma, o Governo Temer e agora o Bolsonaro adotam os preços de petróleo internacional, ou seja, se tem aumento no exterior, aumenta no Brasil.

Para piorar a situação, o Governo Bolsonaro decidiu reduzir a produção de gasolina, do diesel e de outros combustíveis e importar do exterior, principalmente, de empresas dos Estados Unidos. Ou seja, reduziu a produção das refinarias, que hoje tem quase 50% de capacidade ociosa, e compra de empresas estrangeiras, pagando em dólar. Como o dólar está alto, passando de R$ 5, fica caro comprar combustíveis do exterior.

Em resumo, os preços da gasolina continuam aumentando, porque os preços internacionais aumentam e o dólar também, e o Governo Bolsonaro, em vez de produzir no Brasil, compra os combustíveis de fora. Haja dinheiro para pagar tanto.

Alguns dizem que para frear esses aumentos de gasolina precisaria reduzir a carga tributária, que estaria muito alta. Mas essa é uma solução falsa, pois o total de impostos é baseado nas alíquotas adotadas, que são calculados sobre o preço cobrado pela Petrobras, que produz ou importa os combustíveis. A alíquota mais elevada é do ICMS, imposto estadual, que no Amazonas representa 25%. Ora, esse percentual é o mesmo há 10 anos, quando a gasolina era R$ 2,70. Portanto no final de 2017, no Governo Temer, era R$ 3,83 e no final de 2020, com Bolsonaro, já estava em R$ 4,28, e hoje já é mais de R$ 5. Em todos esses anos, a alíquota foi a mesma. O que aumentou foram os preços adotados pela Petrobras.

Contudo é bom lembrar que da arrecadação do ICMS o Estado tem os recursos do orçamento para os investimentos nos hospitais, para a construção de escolas, manter a estrutura de segurança, investir no interior do Estado e tantos outros serviços para a população. Não será tirando o imposto que a gasolina vai baixar de preço.

E tudo pode piorar ainda mais. O Governo Bolsonaro quer vender a Petrobras. Mas o processo de privatização já começou. No Amazonas, já venderam, a preços baixos, a base de produção de Urucu, em Coari, e o Gasoduto Coari-Manaus, onde foram investidos bilhões de reais de recursos públicos. Estão privatizando a Refinaria de Manaus. E tudo indica que os compradores vão reduzir a produção de combustíveis no Amazonas e comprar de fora.  Além de mais desemprego na Petrobras.

Assim, continuando essa política da Petrobras e do Governo Bolsonaro, os combustíveis vão continuar aumentando e pesando no bolso de todas as pessoas e gerando empregos no exterior, não no Brasil.

*José Ricardo Wendling é formado em Economia e em Direito. Pós-graduado em Gerência Financeira Empresarial e em Metodologia de Ensino Superior. Atuou como consultor econômico e professor universitário. Foi vereador de Manaus (2005 a 2010), deputado estadual (2011 a 2018) e atualmente é deputado federal pelo Amazonas, filiado do PT.

Fonte: amazonasatual.com.br

Tags::

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Curso
Criando sua rádio web do zero

LANÇAMENTO
50% OFF

SABER MAIS
close-link