Como identificar seu público

Como identificar seu público?

Impossível negar que um dos dados primordiais para que uma estação consiga montar uma programação está relacionado ao perfil dos ouvintes de rádio. É a partir desses dados que você e sua equipe poderão estabelecer formatos, linguagem, tipos de informação e notícias divulgadas, além, da música a ser executada. Essa informação também é essencial na hora de encontrar apoio cultural. Portanto, é preciso conhecer a fundo os hábitos, desejos e necessidades de quem sintoniza. Quer saber como identificar o seu público?

Conhecendo o perfil de seus ouvintes de rádio

É inegável que o perfil dos ouvintes de rádio mudou bastante nos últimos anos. Com a popularização e a melhoria do acesso à internet, o modo de sintonizar a estação favorita pode variar. Muitas rádios, inclusive, têm aproveitado para mudar de faixa e migrar para FM, aproveitando a integração digital — acesso via smartphone e tablet, por exemplo — que ela oferece.

Apresentando alguns dados

Para definir o seu público, é preciso ter acesso a mais dados.
Mais da metade (52%) dos ouvintes sintonizam em casa, principalmente entre 10 h e 11 h. Em segundo lugar, com 15%, estão aqueles que aproveitam a hora do rush (18 h às 19 h) para ouvir música ou saber as novidades.

Há ainda aqueles que ouvem rádio no trabalho (14 h às 15 h) e no trajeto para o escritório/escola/faculdade (7 h às 8 h), com 10 e 6%, respectivamente.

Ainda relativo ao acesso, mais da metade dos ouvintes em casa e no trabalho (54% para ambos) usam o streaming. Se somarmos a esse dado o fato que 77% têm contas ativas em redes sociais, fica claro o potencial para estratégias de convergência de ambos os meios.

Outro dado superinteressante? 94% buscam programação musical, enquanto 83% querem outros estilos. Ou seja: dá para variar bastante e, ainda assim, engajar e fidelizar seu público!

O que você ganha ao saber o perfil de ouvintes de rádio? É a partir do estudo desses dados que será possível elaborar estratégias de marketing eficientes para garantir que eles estejam sempre sintonizados!

Então é isso, até a próxima!

Florence, o furacão.

Florence, o furacão

Primeiramente, vamos à definição de furacão, pra entender sobre Florence, o furacão.

Formados sempre nas águas dos oceanos, os furacões são ciclones tropicais, assim como os tufões. A origem desses fenômenos meteorológicos é a mesma das chuvas. No entanto, os furacões podem durar até uma semana. Quando alcançam o litoral, causam grande destruição, com ventos que ultrapassam os 200 km/h.

 

A passagem do furacão Florence pelo estado americano de Carolina do Norte provocou a morte de quatro pessoas, entre as quais uma mulher e seu bebê de Wilmington.

O furacão chegou aos Estados Unidos nesta manhã na categoria 1, a mais fraca da escala Saffir-Simpson, mas foi nesta tarde rebaixado para tempestade tropical. Ainda assim, o fenômeno apresenta ampla capacidade de destruição. Mais de 1.100 voos da costa leste dos Estados Unidos foram cancelados, entre os quais vários de amanhã.
A mulher e bebê morreram devido à queda de uma árvore sobre a casa em que moravam. Ferido, o pai dessa família foi levado para um hospital próximo, segundo o Departamento de Polícia de Wilmington.

Na cidade de Hampstead, o diretor do Departamento de Emergências do condado de Pender, Tom Collins, informou que uma mulher sofreu um ataque cardíaco durante a tempestade e morreu. Os paramédicos não conseguiram chegar ao local a tempo de atendê-la por causa das árvores caídas no caminho. No condado de Lenoir, um homem morreu eletrocutado quando tentava ligava um gerador.

Florence tocou o solo nesta sexta-feira em Wrightsville Beach, mas desde a madrugada antecipava sua chegada com fortes ventos e chuvas. No Atlântico, o furacão chegou a atingir a categoria 4 – ventos de 209 km/h a 248 km/h.

“A tempestade vai continuar seu movimento violento pelo nosso estado por dias”, alertou o governador da Carolina do Norte, Roy Cooper.

A previsão é que o nível do mar suba quatro metros em algumas regiões da costa. A tempestade se desloca lentamente rumo à costa da Carolina do Sul e deixa um rastro de inundações, rios transbordados e destruição.
Nas Carolinas do Norte e do Sul, 717 mil residências e comércios estão sem fornecimento de energia elétrica. Com isso, moradores foram para 200 abrigos de emergência, segundo a rede de televisão CNN.

Cerca de 200 pessoas atingidas por inundações foram resgatadas em New Bern. Outras 150 tiveram de aguardar pelo resgate por causa de uma piora na tempestade. Além das equipes de emergência, de bombeiros e da polícia, atuam 4.000 soldados da Guarda Nacional e 40.000 eletricistas.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deverá visitar as áreas atingidas na próxima semana, segundo a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders.

 

Bolsonaro leva facada durante ato de campanha em Juiz de Fora, diz Polícia Militar de Minas

Não somos as pessoas mais indicadas a falar de politica, mas o que der pra compartilhar com nossos leitores sobre as ultimas noticias, nos vamos…

Segundo a PM, candidato levou facada na região do tórax quando estava sendo carregado nos ombros por um apoiador. De acordo com seu filho, ferimento foi superficial e Bolsonaro passa bem.

 

De acordo com o https://g1.globo.com o candidato do PSL à presidência, Jair Bolsonaro, levou uma facada na região do tórax durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG), segundo informações da PM, por volta de 15h40 desta quinta-feira, 6. Um suspeito foi preso.

De acordo com um dos filhos de Bolsonaro, o deputado estadual Flavio Bolsonaro, o ferimento foi superficial e o candidato passa bem. Em entrevista à GloboNews, ele afirmou que o pai levou seis pontos.

O suspeito de ter dado a facada foi identificado pela PM como Adélio Bispo de Oliveira. Segundo informações da polícia, ele foi espancado e está muito machucado.

No momento da confusão, Bolsonaro estava sendo carregado nos ombros por um apoiador de sua campanha, fazendo corpo a corpo com eleitores, na região do Parque Halfald.

Enquanto ele acenava para os simpatizantes de sua candidatura, uma pessoa se aproximou dele e, supostamente, deu uma facada no presidenciável.
Jair Bolsonaro
Bolsonaro é retirado às pressas por seguranças após ataque em Juiz de Fora (Foto: Fábio Motta/Estadão Conteúdo)
Foto da faca
Momento em que Jair Bolsonaro leva facada em Minas (Foto: Reprodução Twitter)

Monitorar uma campanha eleitoral na rádio

Monitorar uma campanha eleitoral na rádio

Para garantir que a mensagem seja a melhor possível, o monitoramento do que está sendo veiculado também é fundamental para garantir o sucesso de uma campanha. Portanto, saiba aqui, como monitorar uma campanha eleitoral na rádio:

1. Veicular no horário contratado

De que adianta ter uma mensagem com uma produção que destoe das mesmices dos outros candidatos se sua publicidade é veiculada em grande parte fora do horário determinado na planilha de inserção – PI.

2. Conectividade da emissora aumenta audiência

Na era da internet, identificar a conectividade de uma emissora também é fundamental para atingir eleitores fora das ondas do rádio.

3. Distribuição dos spots

Campanha política pede agilidade. Por isso, distribuir PI’s e spots, identificando que o material foi baixado e está rodando corretamente é fundamental para que os objetivos sejam atingidos.

4. Identificação e correção de falhas dentro da mesma campanha

Ao monitorar em tempo real, você tem a possibilidade de identificar falhas e corrigir dentro do período determinado. Esta ação pode ser feita pelo cliente ou, na modalidade full servisse.  Após isso, ele entra em contato com a emissora para apurar as causas e cobrar as compensações e ajustes apontados a tempo, eliminando assim, o trabalho e desgaste do cliente com a emissora.

5. Checking publicitário

Sua tecnologia possibilita o monitoramento, em tempo real, em mais de 7000 emissoras do Brasil. Seus relatórios fornecem uma visão macro e também detalhada de cada emissora ou campanha. O sistema possibilita monitoramento  testemunhais, oferecimentos nas aberturas e fechamentos de programas, comprovação de blitz e, é claro, identificação dos programas eleitorais.

6. Censura atual e retroativa

Identificado qualquer situação dos concorrentes, sua equipe de campanha pode realizar a censura ou solicitar a censura retroativa para defesa e contestação. Bem como, uma garantia a mais para quem precisa estar 24h/7d antenado no que está sendo veiculado.

7. Prestação de contas auditadas

A única no país com registro junto ao INPI, a tecnologia da Connectmix, é capaz de garantir que sua prestação de contas não passem por constrangimentos futuros quando auditada por órgãos fiscalizadores. Isso, no que se refere aos investimentos publicitários de sua campanha.

Aproveite essa dica pra se destacar nessa política. Interaja com seus ouvintes com conteúdos da atualidade. Mas, para que isso aconteça, é preciso se atualizar. Ficam as dicas.

Então, até a próxima!

Campanha eleitoral na rádio

Campanha eleitoral na rádio

Quando falamos de rádio, temos a oportunidade de captar a atenção através da audição. Numa campanha eleitoral são diversos recursos que ativam a mente do eleitor com um único objetivo: fixar o nome do candidato e induzi-lo ao voto. A campanha eleitoral na rádio é uma boa estratégia.

Não existe melhor formar de demonstrar como o rádio consegue trabalhar nossas emoções do que comparar uma partida de futebol transmitida pelo rádio e pela TV. Isso vale também para a publicidade comercial e política. Um bom roteiro aliado a uma produção de qualidade podem ser infalíveis para conquistar o “cliente/eleitor” e garantir a vitória nas urnas nas eleições 2018.

Campanha eleitoral: invista no rádio

De todas as formas de publicidade, um investimento estratégico de uma campanha eleitoral ainda é o rádio. Ele é o único meio capaz de ter sua atenção compartilhada com outra atividade. É também o único a penetrar de forma mais imperativa no meio rural, além de atravessar fronteiras com seu alcance pela internet. Por estes e muitos outros motivos, o rádio torna-se fundamental em uma campanha eleitoral.

Cativar a atenção é um desafio permanente para qualquer publicitário, especialmente para quem trabalha em campanhas políticas. Neste caso, é preciso ter habilidades para produzir um spot que seja muito mais que agradável. Um spot que traga resultados efetivos para o candidato em um curto espaço de tempo (período de campanha). Nesta briga pela atenção é preciso saber captar a atenção do ouvinte em até 15 segundos, pois este pode ser o único contato do eleitor com a comunicação de campanha.

Sim, existem os afiliados que acompanham tudo do seu partido, mas não se engane. Não existe audiência fixa de programas políticos, assim como não existe voto garantido antes da eleição. Portanto  o negócio é ter um excelente produtor, um profissional capacitado. Assim, consiga fisgar o eleitor, despertar a sua curiosidade e a confiança necessária para garantir uma audiência maior e, é claro, o seu voto.

Então, fique ligado, na próxima postagem veremos mais sobre o assunto.

 

Do currículo ao emprego desejado

Nem sempre conseguimos impressionar os recrutadores com nosso currículo, mas para ir do currículo ao emprego desejado é preciso seguir algumas dicas. . Apesar de que nem sempre iremos agradar.
O campo com informações adicionais deve sempre ser colocado no final do currículo por trazer informações complementares que não se encaixam em outras áreas do currículo.
As informações adicionais do seu currículo podem se tornar relevantes e chamar a atenção do recrutador dependendo do critério que você utilize para colocar as informações adicionais.

Portanto, siga as dicas abaixo e não erre mais, porque o saber nunca é demais.

1. Agregar valor

Quando estiver em dúvida se deve ou não incluir a informação, pergunte-se: qual o valor que isto adiciona ao meu currículo para a vaga em questão? Se for relevante, acrescente.

2. Valorize a sua vivência no exterior

Caso tenha morado no exterior, mesmo que por um período curto de tempo, ressalte, isso demonstra que desenvolveu alguma capacidade de adaptação por ter convivido com pessoas de nacionalidades e culturas diferentes da sua.

3. Inclua sua Carteira de Habilitação

Vale a pena mencionar se tem Carteira de Habilitação (CNH) se a mobilidade for relevante para a vaga pretendida. Se este for o caso, acrescente também se você possui carro.

4. Acrescente a sua disponibilidade para mudanças

Se isso for o seu caso. No entanto, se não tenha essa disponibilidade não coloque.

5. Exponha suas capacidades comunicativas (Falar em público)

Talvez já realizou palestras ou workshops sobre algum tema, isso é relevante para se colocar em suas informações.

6. Indique os trabalhos voluntários realizados

A sua experiência com o trabalho voluntário fez desenvolver alguma competência que pode ser relevante para a vaga pretendida? Procure adequar o resumo desta experiência para tornar explícito este ponto.

Gostou? Compartilhe com seus ouvintes, pode ser de grande ajuda.

Então, é isso, até a próxima!

Políticos e suas propostas malucas

Políticos e suas propostas malucasAlém das promessas fora do alcance, alguns candidatos chamam atenção pelas propostas um pouco mais… absurdas. Veja a seguir, Políticos e suas propostas malucas, propostas essas que estavam nos planos de governo ou propagandas eleitorais de 2016:

1) Bolsa arma

Com direito a propaganda com arma na mão, o candidato a vice-prefeito de Goiânia pelo PRP (na época pré-candidato a prefeito), Major Araújo, é o dono do projeto. A ideia é que o município seja um facilitador na obtenção do porte, além de subsidiar a compra da arma. A contrapartida seria o cidadão entrar num cadastro de voluntários que participariam, de alguma forma, no combate à violência.

2) Explodir a cidade

Binladen, candidato a vereador de Diadema (SP) pelo PDT, propõe: ‘Ou a gente muda, ou explode Diadema’. Apesar do nome, Binladen usou a palavra no sentido figurado, “A única forma de você explodir algo para mudança é você explodir o seu coração de pedra e botar um de carne”, diz na propaganda eleitoral.

3) Queimar feministas

O candidato a vereador de Natal (RN) pelo PMN, Jaufran Siqueira, postou uma foto de uma casa pegando fogo, com a legenda: ‘Isso é o que vai acontecer com as feministas quando Jaufran 33123 for eleito vereador’.

4) Ensinar como se portar numa entrevista de emprego

Marta Suplicy (PMDB), candidata à Prefeitura de São Paulo é a dona da proposta. O programa tem um nome muito chique: ‘Estilo Social’.

5) Dar gasolina para taxistas 

Para estimular o uso de táxis em São Paulo, o candidato a prefeito Levy Fidélix (PRTB) promete pelo menos um tanque por mês de até 100 litros de gasolina ou álcool para os taxistas.

6) Salário mínimo de R$ 4000,00

O candidato à Prefeitura de São Paulo pelo PCO, Henrique Áreas, propõe que a União dê calote na dívida e “pare de pagar os banqueiros”, disse em sabatina.

7) Fim do salário para vereadores 

Djalvani Fonseca, candidato a vereador de João Pessoa (PB) pelo PTB, propõe acabar com o salário dos vereadores. Segundo ele, ‘no Brasil de antes de 1977 essa era a realidade. Então vamos lutar por isso. Uma proposta à moda antiga.’

Todas essas propostas realmente foram feitas. E você, votaria em qual dessas?

Então, até a próxima pessoal!

Como melhorar a audiência usando datas comemorativas?

Como melhorar a audiência usando datas comemorativas?

Todas as datas comemorativas foram criadas com fins comerciais. Por isso o período de distância entre uma data e outra é estrategicamente posicionado, de forma que o comércio permaneça ativo o ano inteiro.  Então, como melhorar a audiência usando datas comemorativas?
Dia das mães, Festa Junina, Dia dos Pais, Dia dos Namorados, Dia do Amigo, Dia das Crianças, Halloween, Natal, Ano Novo, além dos dias comemorativos regionais, nacionais e eventos mundiais.
Além do comércio, as webs rádio também podem usufruir destas eventos pra colher bons frutos.

1. Conheça o seu público

É preciso conhecer o seu público alvo para saber  ligação das datas com o seu perfil. Assim é possível direcionar as suas ferramentas de publicidade de uma forma mais específica.

2. Produza conteúdo segmentado

Conhecendo o perfil do público que a data comemorativa é destinada, você pode fazer uma programação segmentada a este público conservando o “espírito” da data, para gerar interesse e consequentemente, aumentar a sua audiência.
Por exemplo, a sua rádio pode usar o Dia do Amigo para criar uma programação especial que incentive os ouvintes a fazerem dedicações aos seus melhores amigos.

3. Faça parte da evolução

A internet e as ferramentas que ela pode oferecer, fizeram com que o rádio evoluísse a um novo patamar. Hoje graças à tecnologia mobile, é possível que um ouvinte baixe o aplicativo da rádio e receba conteúdo personalizado e exclusivo diretamente na tela de seu smartphone.

4. Incentive o compartilhamento

Produza conteúdo personalizado de acordo com o tema da data comemorativa ou evento em questão e estimule que seus ouvintes o compartilhem. Quanto mais conteúdo compartilhado, mais usuários irão conhecer a sua rádio, causando o aumento de sua audiência.

5. Estimule a interação

Se existe algo que cativa o público, é o seu direito de dar uma opinião. As pessoas adoram poder participar de um programa ao vivo colocando as suas opiniões em evidência, interagindo com os locutores e apresentadores, recebendo um feedback em tempo real. Essa é uma estratégia que sempre foi muito promissora para as rádios, mas na era da internet pode-se ir mais além.
Crie programações especiais relacionados ao tema da data comemorativa ou evento especial, gere um debate ou discussão a respeito do tema, isso fará com que sua audiência aumente e muito.

E então, qual será a próxima data comemorativa? Aproveite as dicas e faça sua audiência subir ainda mais.

Boa sorte, e até a próxima!

 

Inteligência emocional

Inteligência emocional é um conceito relacionado com a chamada “inteligência social”, presente na psicologia e criado pelo psicólogo estadunidense Daniel Goleman. Um indivíduo emocionalmente inteligente é aquele que consegue identificar as suas emoções com mais facilidade.

Inteligência emocionalUma das grandes vantagens das pessoas com inteligência emocional é a capacidade de se automotivar e seguir em frente, mesmo diante de frustrações e desilusões. E você, como acha que está seu nível de inteligência emocional?

Ao contrário do QI, que não muda significativamente ao longo da vida, a Inteligência Emocional pode evoluir e aumentar, e alguns hábitos podem ajudar a desenvolver esse tipo de inteligência.

1. Dê atenção ao seu corpo e comportamentos

Observe como você age quando está sentindo certas emoções e como isso afeta sua vida. Uma vez que nos tornamos mais conscientes disto, é fácil julgar e começar a atribuir rótulos ao nosso comportamento.

2. Reduza as emoções negativas

Evite saltar para uma conclusão negativa imediatamente e pense que as situações possuem várias opções de saída, basta você procurá-las.
Uma dica é escrever seus pensamentos e sentimentos, isso pode ajudar a externalizar e compreender melhor.

3. Lide de frente com o estresse e a ansiedade

Quando sob pressão, a coisa mais importante a ter em mente é manter a calma.
Dicas rápidas como lavar o rosto com água fria, tomar ar fresco, evitar cafeína ou fazer exercícios intensos podem mudar muito a maneira como nos sentimos.

4. Não julgue ou mude seus sentimentos com muita rapidez

Neste caso a pressa é inimiga da perfeição. A Inteligência Emocional é um processo gradual, pode ser lento e varia de pessoa para pessoa.
Tente não descartar seus sentimentos antes de ter uma chance de pensá-los.
Emoções saudáveis muitas vezes se elevam e caem como uma onda, aumentando e desaparecendo naturalmente. Seu objetivo não deve ser “furar a onda” antes de atingir seu pico.

5. Pratique o “responder” ao invés do “reagir”

Segundo Goleman, o cérebro emocional responde aos acontecimentos de forma mais rápida do que o cérebro pensante. Por isso é importante se concentrar em suas ações e perceber a diferença entre o responder e reagir.
O processo de reagir é um processo inconsciente, já o responder é um processo consciente que envolve perceber como você se sente, depois decidir como você quer se comportar.

6. Pratique a empatia

A empatia é sobre entender o próximo, como alguém se sente ou se comporta de determinada maneira e poder comunicar essa compreensão a eles.
O estado de empatia deve começar de você: quando se sentir ou se comportar de certa maneira, pergunte “Por que eu acho que estou me sentindo assim/fazendo isso?”
A primeiro plano a resposta será “Eu não sei”, mas continue prestando atenção ao seus sentimentos e comportamentos, e você começará a notar diferentes respostas que chegam. Isso nos torna mais sensíveis e abertos.

7. Crie um ambiente positivo

Criar um ambiente positivo não só melhora a sua qualidade de vida, mas pode ser contagioso para as pessoas ao seu redor.
Portanto, perceba o que está indo bem, o porquê e onde você se sente agradecido em sua vida.

8. Conheça seus limites e saiba quando é suficiente

Existem momentos em que é importante definir nossos limites adequadamente.
Estes limites podem incluir o exercício do nosso direito de discordar, de dizer “não” sem se sentir culpado, de estabelecer nossas próprias prioridades e nos proteger da coação.
A inteligência emocional envolve não só a capacidade de olhar para dentro, mas também de estar presente no mundo ao seu redor.

Aproveitem essas dicas e façam seu diagnóstico. Até a próximo pessoal.

 

Bom dia

Olá, é bem normal receber mensagem de bom dia, seja no celular, facebook, email e por aí vai. Mas será que isso se tornou rotina?

Bom dia é um cumprimento, uma saudação, um gesto de educação e civilidade empregado no primeiro encontro das pessoas após o momento que acorda, no período da manhã. É uma expressão usada para saudar as pessoas durante toda a manhã, até o horário de meio dia. E, também, desejo de que o outro tenha um dia tranquilo. Esse cumprimento abre portas, pode ser o início de uma conversa difícil; quebrar o gelo num momento de nervoso, despertar o sorriso nos mais contagiantes, demonstrar respeito ao próximo e principalmente celebrar a oportunidade de um novo dia, cheio de desafios, atividades a serem desenvolvidas, pessoas a conhecer, negociações a vencer.

Mas, receber um bom dia é tão bom. Significa que alguém lembrou de você, e isso é maravilhoso. Não é diferente em seus programas de rádio, desejar bom dia é sinal de educação, é demonstrar importância para com seu ouvinte.

Por isso, trago hoje algumas mensagens para que compartilhe com seus ouvintes.

Bom dia

Então é isso, que sua interação com seus ouvintes seja agradável. Até a próxima.