Manual do locutor – Técnicas para noticiar

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
Manual do locutor – Técnicas para noticiar

Manual do locutor – Técnicas para noticiar

Manual do locutor - Técnicas para noticiar

Manual do locutor – Técnicas para noticiar, vai te dar boas ideias de com apresentar notícias em sua programação.
A programação jornalística de rádio pode expressar-se em várias formas de apresentação.
Vejamos as principais:
Nota: texto pequeno, de cinco a oito linhas, com informação rápida e objetiva, para ser lido em intervalos da programação musical. É uma forma de manter o ouvinte atualizado sobre assuntos variados.
-Boletins: textos com notícias sobre um mesmo tema. Geralmente são breves e regulares, e apresentados durante a programação, como forma de acompanhar um evento. Por exemplo:
-Depois de quase, dois anos de obras, o estádio municipal da cidade, vai ser inaugurado neste próximo dia 25 de setembro – dia do esporte às três horas da tarde. Confirmaram presença: Rogério Seni, Cláudio Silveira, Edmilson e João Toldo.
Desde cedo, o radialista deve desenvolver a escrita de boletins:
-Informando sobre situação das estradas;
-Dando a previsão do tempo;
-Transmitindo informações de eventos ao vivo;
-Divulgando fatos de utilidade pública.
– Jornal falado: é a reunião das principais notícias do dia ou da semana. Pode durar de cinco a trinta minutos. O jornal falado tem divisões bem definidas, com a apresentação de notícias locais, nacionais, esportivas e culturais. O ideal é que o jornal seja lido por dois locutores: isso dá mais ritmo e agilidade às notícias e evita a monotonia.
– Manchetes: as três ou quatro notícias mais importantes merecem destaque na forma de manchetes (frases com apenas uma linha). Elas abrem a edição de um jornal falado e anunciam para o ouvinte os principais fatos do dia.
Exemplo de manchetes:
“Terremoto arrasa o Japão esta madrugada”.
“Taxa de juros em alta pode retrair o consumo”.
“Cientista brasileiro termina o mapeamento do DNA humano”.
Comentário: é a opinião de alguém que conheça bem o assunto que comenta. O comentarista influência o ouvinte. Um comentário nunca é neutro: sempre servirá para emitir um juízo de valor.
Música, som e efeitos especiais são importantes no rádio. Compensam a limitação do veículo, que utiliza um dos nossos sentidos. Os recursos sonoros no rádio colaboram para a criação de “imagens” auditivas.
No momento em que apresentar um noticiário observe os seguintes detalhes:
-Procure tomar líquidos antes da locução, tais como: Chá, Café ou suco de frutas. É preciso manter as cordas vocais sempre umectadas durante a fonação.
-Leia o texto pelo menos três vezes.
A primeira vez para certificar-se do assunto abordado no texto da matéria, porque é preciso conhecer o tema para não ser alegre ou descontraído em notícias sérias ou vice-versa;
A segunda vez para  identificar a existência de nomes estrangeiros, palavras de difícil pronúncia ou a presença de números ou cifras;
A terceira para definir sua modulação, projeção de voz e ritmo de leitura;
-Fique atento ao roteiro e aos sinais do operador de áudio, caso você não opere a mesa durante a leitura do texto. A sincronia da técnica com a locução são muito importantes no rádio jornalismo. Fica muito mal no ar você chamar uma matéria e entrar outra;
-Pronuncie corretamente seu texto, definindo bem a pronuncia das palavras, principalmente naquelas terminadas com “S” ou “R”;
-A interpretação e a entonação das palavras durante a leitura da notícia devem ser bem feitas, na forma correta, para que não se perca o sentido ou se cometam exageros.
-Realce bem o final das frases do texto, fazendo um breve intervalo, à fim de que o ouvinte não misture os assuntos contidos na notícia que vem a seguir. Se houver trilha de fundo, uma breve elevação do áudio entre uma notícia e outra vai causar o mesmo efeito no ar.
-Preste atenção ao chamar matérias externas, à fim de não trocar o nome dos repórteres ou pessoas. O mesmo em notícias com números, cuide para que eles não sejam trocados.
-Na locução a dois sempre é importante existir uma diferença no timbre de vozes. Isto vai dar mais ritmo e velocidade ao jornal. Deve-se observar ainda pôr parte dos locutores, a sincronia durante a leitura, para que um não atropele a locução do outro.
-Se cometer algum erro, substitua-o pôr palavras como: ou melhor, ou seja, imprima um leve sorriso nos lábios e continue. Não chame a atenção para o fato, pois o ouvinte de rádio na maioria das vezes, pôr estar somente ouvindo ou fazendo outras coisas ao mesmo tempo, não se apercebe de um erro como na televisão.

Para que, você que chegou agora, acompanhe nossas postagens anteriores aqui e não perca nenhum episódio.

Então é isso, até a próxima.

 

1 comentário em “Manual do locutor – Técnicas para noticiar”

Deixe uma resposta

Comunidade