fbpx
CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Desafios da Vida Cristã

Compartilhar

Hoje vamos aprender sobre alguns desafios que os cristão enfrentam em sua vida com Deus.

Desafios da Vida Cristã

Texto: Fl 2.12-16

Introdução: Neste belo texto o apóstolo coloca alguns desafios inerentes àqueles que abraçam a vida com Cristo. Então, vamos ver quais são esses desafios.

1. Não pare

“Assim, pois, amados meus, como sempre obedecestes, não só na minha presença, porém, muito mais agora, na minha ausência, desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor” (v.12).

  1. Desenvolva a sua salvação com temor e tremor, isto é, o mesmo que crescer, progredir, aperfeiçoar e avançar na vida cristã.
  2. Agora vocês devem ser mais cuidadosos em fazer as coisas boas que resultam do fato de serem salvos (BLH).
  3. É proibido estacionar. Não pare, avance; quantos estão parados na vida cristã.
2. Não dependa de si

“porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade” (v.13).
Leia: Relacionamento com Deus

  1. Deus está trabalhando em nós;
  2. Deus opera tanto o querer como o realizar;
  3. Tudo Deus opera segundo a sua vontade;
  4. É maravilhoso saber que quem faz todas as coisas é o Senhor (Jo 15.5; Is 64.4; Sl 127.2);
  5. É a graça de Deus operando, é o Espírito Santo trabalhando. A nossa força nada faz. É só Deus que pode agir em nós e através de nós.
3. Não murmure

“Fazei tudo sem murmurações nem contendas” (v.14).

  1. Queixas, reclamações, não ficam bem para os filhos de Deus;
  2. Um dos pecados de Israel no deserto era a murmuração, o que levou praticamente a extinção de uma geração;
  3. A linguagem do cristão é o louvor e a gratidão (Rm 8.28; 1 Ts 5.18; Ef 5.18-20; Sl 34.1).
4. Não apague a sua luz

“para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo” (v.15).

  1. O cristão não é um “Zé Ninguém”, nem uma “vaca de presépio”, um omisso, um alienado, um lunático, um marginalizado;
  2. De acordo com Fl 2.15, o cristão é luzeiro, um farol;
  3. Onde é que o cristão esta brilhando? No meio de uma geração corrupta e pervertida! Este texto nos lembra Mt 5.13-16. Deus tem colocado os seus filhos para serem luzes nesta hora caótica, crítica, difícil em que vive a nossa sociedade.
5. Não perca a esperança

“preservando a palavra da vida, para que, no Dia de Cristo, eu me glorie de que não corri em vão, nem me esforcei inutilmente” (v.16).

  1. Com “no dia de Cristo” Paulo está se referindo à volta do Senhor;
  2. Tudo o que vimos neste estudo tem uma forte motivação: Jesus Cristo voltará. E quando Ele voltar, receberemos das suas mãos a imarcescível coroa de glória. O Apocalipse nos qualifica como vencedores;
  3. Isto nos estimula, nos encoraja e nos dá forças para viver a vida cristã.

Conclusão:

Portanto, crescendo assim no discipulado, ganharemos muitos das trevas para a salvação, e avançaremos rapidamente em direção à vinda do Senhor Jesus.

Dinâmica

A perseverança e a resistência

Essa dinâmica que deve ser feita em grupo e a ideia é que todo mundo dê a devida importância à interação na igreja, mesmo que isso custe esforços e paciência.

Para que a atividade aconteça, é muito simples: todos devem formar um círculo e ficar de mãos dadas. O desafio é o grupo virar o corpo para o outro lado sem soltar as mãos. O grupo deve encontrar alternativas para isso até que o objetivo seja alcançado.

A análise acontece quando o observador nota se alguém desanimou, se desistiu e se o grupo fez de tudo que estava ao alcance para tentar – porque isso também acontece em nossa sociedade e, tantas vezes,precisamos nos adaptar e encontrar repostas para os desafios.

Fonte: http://www.nucleodeapoiocristao.com.br

Tags::

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.