fbpx
CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Tags: , ,

JESUS O PADRÃO A SER SEGUIDO

Compartilhar

“A necessidade de brotar a vida vem a partir da realidade da morte

Na verdade, na verdade vos digo que, se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, da muito fruto. [Jo 12.24]

Certamente, o princípio que traz avivamento genuíno ao mundo caído está imbuído no modo como jesus viveu, Ele é o cabeça da igreja e o modelo que devemos seguir.

Ao tratar sobre a vida, Jesus fala sobre gerar fruto. É interessante que Ele não aborda questões anteriores do frutificar, mas trata das interiores, do que está intrínseco ao ato de dar fruto. Então, Jesus propôs a seguinte questão: “Se o grão de trigo, não morrer, fica só, mas se morrer, dá muito fruto”. Evitando um discurso prolixo, Jesus foi objetivo quanto gerar vida: é necessário morrer para viver.

Assim, nos termos de Jesus, compreendermos que o avivamento só pode nascer a morte. Antes de experimentarmos a vida em abundância ou o despertar de vida na igreja, precisaremos cair na terra e morrer. em outras palavras, Jesus estava nos dizendo que os frutos de uma vida espiritual vêm quando morremos para nossa vontade natural. Para que o mundo experimente um tempo de verdadeiro avivamento, devemos estar dispostos a abandonar a nossa vida no que diz respeito sonhos e projetos pessoais, para vivermos a genuína e completa vontade de Deus para nós. Seria um substituir de todas as nossas “paixões” mais elevada.

Falar de avivamento é falar de morte. Um tempo de avivamento somente acontece quando a igreja estiver morta para si. Assim, uma vez mortos, a vida de Deus pode fluir através da vida de cada membro. A necessidade de brotar a vida vem a partir da realidade da morte.

Este foi o padrão de Jesus ao trazer vida para nós. Somente através da sua morte encontramos a vida. Ele teve de padecer para que a vida de Deus pudesse se estabelecer em nós. Estes são princípios de Deus que fazem gerar essa nova vida. Uma vez que compreendermos esse caminho de morte certamente encontraremos nossa jornada rumo ao avivamento.

Tags::

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.