24 de junho de 2018

No meio de tanta correria acabamos nos tronando escravos ou servos  das circunstâncias.

Há um tempo atrás nos noticiários… Um rapaz foi preso em Cabo Frio e conduzido a Niterói (cidades do Rio de Janeiro). Ele tinha vinte anos de idade e a aparência de setenta anos. Foi a “droga que o envelheceu”.

Os jornais publicaram o seu retrato. Ele chamava a atenção de todos pelo seu aspecto. Tinha os braços e as pernas completamente deformados. Em seguida à apresentação, ele confessou: “Esta droga dá uma onda louca por alguns segundos, mas destrói a gente. Veja como fiquei, doutor! Eu estou me destruindo e não posso parar! “

Ainda hoje existem muitos jovens que estão se destruindo por causa de drogas. Por alguns segundos ou momentos de delírio, acabam perdendo a saúde, a dignidade, o futuro, a vida. São escravos do pecado que nada de bom tem a oferecer a seus servos. E agora, escravos ou servos?

Portanto, quando trocamos os enganos do mundo pelas bênçãos de Deus, oferecidas através de Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador, ficamos livres do pecado, do senhor do pecado, da morte eterna. Comisso servimos ao Senhor que tem tudo a nos oferecer: paz, alegria, amor, esperança, fé, vida abundante e um lar celestial para vivermos com Ele para sempre.

Passamos a ser servos, mas, servos livres, cheios de saúde espiritual e eternamente felizes.

A fim de uma auto análise pergunto?  O que somos hoje,  escravo do mal ou servo do bem?

Comente…

Social Media

MAIS VISTOS

Receba as últimas atualizações

Assine nossa newsletter semanal

Sem spam, notificações apenas sobre novas postagens e ofertas

DOWNLOADS

Categorias