Desafios da Vida Cristã

Nós sempre postamos estudos relacionados a religião e a igreja, hoje vamos aprender sobre…

Desafios da Vida Cristã

Texto: Fl 2.12-16

Introdução: Neste belo texto o apóstolo coloca alguns desafios inerentes àqueles que abraçam a vida com Cristo.

Que desafios são estes?

Desafios da Vida Cristã1. Não pare

“Assim, pois, amados meus, como sempre obedecestes, não só na minha presença, porém, muito mais agora, na minha ausência, desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor” (v.12).

  1. Desenvolva a sua salvação com temor e tremor, isto é, o mesmo que crescer, progredir, aperfeiçoar e avançar na vida cristã.
  2. Agora vocês devem ser mais cuidadosos em fazer as coisas boas que resultam do fato de serem salvos (BLH).
  3. É proibido estacionar. Não pare, avance; quantos estão parados na vida cristã.
2. Não dependa de si

“porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade” (v.13).
Leia: Relacionamento com Deus

  1. Deus está trabalhando em nós;
  2. Deus opera tanto o querer como o realizar;
  3. Tudo Deus opera segundo a sua vontade;
  4. É maravilhoso saber que quem faz todas as coisas é o Senhor (Jo 15.5; Is 64.4; Sl 127.2);
  5. É a graça de Deus operando, é o Espírito Santo trabalhando. A nossa força nada faz. É só Deus que pode agir em nós e através de nós.
3. Não murmure

“Fazei tudo sem murmurações nem contendas” (v.14).

  1. Queixas, reclamações, não ficam bem para os filhos de Deus;
  2. Um dos pecados de Israel no deserto era a murmuração, o que levou praticamente a extinção de uma geração;
  3. A linguagem do cristão é o louvor e a gratidão (Rm 8.28; 1 Ts 5.18; Ef 5.18-20; Sl 34.1).
4. Não apague a sua luz

“para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo” (v.15).

  1. O cristão não é um “Zé Ninguém”, nem uma “vaca de presépio”, um omisso, um alienado, um lunático, um marginalizado;
  2. De acordo com Fl 2.15, o cristão é luzeiro, um farol;
  3. Onde é que o cristão esta brilhando? No meio de uma geração corrupta e pervertida! Este texto nos lembra Mt 5.13-16. Deus tem colocado os seus filhos para serem luzes nesta hora caótica, crítica, difícil em que vive a nossa sociedade.
5. Não perca a esperança

“preservando a palavra da vida, para que, no Dia de Cristo, eu me glorie de que não corri em vão, nem me esforcei inutilmente” (v.16).

  1. Com “no dia de Cristo” Paulo está se referindo à volta do Senhor;
  2. Tudo o que vimos neste estudo tem uma forte motivação: Jesus Cristo voltará. E quando Ele voltar, receberemos das suas mãos a imarcescível coroa de glória. O Apocalipse nos qualifica como vencedores;
  3. Isto nos estimula, nos encoraja e nos dá forças para viver a vida cristã.
Conclusão:

Crescendo assim no discipulado, ganharemos muitos das trevas para a salvação, e avançaremos rapidamente em direção à vinda do Senhor Jesus.

Fonte: http://www.nucleodeapoiocristao.com.br

Como obter vitória sobre o sentimento de culpa

Olá prezado leitor, tudo bem?

Talvez você não sabia, mas aqui na Web Rádio Grátis, nós também compartilhamos a palavra de Deus.

A partir desta data, todo domingo estaremos compartilhando uma palavra de fé para abençoar seu dia.

Pra hoje temos uma palavra muito abençoada sobre vida…

Sobre os textos que tem que ser lido na bíblia, alguns nós lincamos com o os respectivos versículos, se não tem bíblia é só pesquisar no site https://www.bibliaonline.com.br o versículo relacionado..

Como obter vitória sobre o sentimento de culpa

Texto: II Sam. 11:1-5

  1. O arrependimento de DaviSal. 51:1-17
  2. O Senhor garante o perdão em sua PalavraSal. 103:12; Miq. 7:19; Is. 1:18; Jer. 31:34; Is. 43:25; Hb. 10:16-18; I Jo. 3:15.
  3. O processo envolvidoSal. 51:1-17

Como obter vitória sobre o sentimento de culpa

A) Aceite o fato que você pecou – Sal. 51:3.

B) Tenha arrependimento e contrição verdadeira – sal. 51:16-17

C) Reconheça que não pode resolver sozinho seu próprio problema – Sal. 51:16.

D) Nos seus sentimentos de culpa e aflição, você esta procurando perdão, o seu ser procura restaurar a harmonia quebrada pelo pecado – Sal. 51:12.

E) Você ora e pede perdão a Deus – Sal. 51:7-10.

F) Quando você não consegue entender ou aceitar o perdão de Deus, ou não consegue perdoar a si mesmo, procure um conselheiro – Prov. 12:15, Tg. 5:16.

G) Quando você entende perfeitamente a natureza do perdão de Deus, você estará pronto a receber o perdão d’Ele e a alegria que vem conseqüentemente – Sal. 51:8

H) A experiência que você passou pode levá-lo para mais perto de Deus – Sal. 51:12-13.

SENTIMENTO DE CULPA

Há pelo menos cinco maneiras como você pode enfrentar o seu sentimento de culpa oriundos de pecados na sua vida (principalmente sexuais).

1. Racionalize seus sentimentos de culpa até o ponto em que você diz a si próprio que eles não existem realmente ou que são preconceitos da sociedade ou de religiosos fanáticos.
Resultado: Afastamento de Deus através da mente cauterizada

2. Desde que os sentimentos de culpa constantemente o perturbam, você os relega para o inconsciente.
Resultado: Doenças psicossomáticas vindas através do pecado não confessado.

3. Admitir que você tem sentimento de culpa, rejeitar a possibilidade de perdão e continuar odiando a si mesmo.
Resultados: Auto-estima baixa, medos, insegurança e derrotas.

4. Aceitar o seu sentimento de culpa e o pecado que o causou.
Resultado: Será criada a possibilidade de restauração.

5. Admitir que a culpa esta baseada no relacionamento quebrado entre você e Deus e procurar o perdão d’Ele.

Resultados: Vitórias, vida de qualidade e salvação.

Leia a Bíblia

fonte: https://www.montesiao.pro.br/
Apostilas de estudos: https://www.montesiao.pro.br/formularios/form_apostila_adu.html

Quem está certo?

Quem está certo?

Disse o gerente da empresa para um dos funcionários:
“Não pense em mim como seu chefe, mas, como um colega de trabalho que está sempre certo.”

Certo

Não é isso que acontece com muitos irmãos? Eles se julgam chefes, crendo que sempre têm razão.
Querem dar ordens, determinar o que deve ser feito e, quando confrontados, garantem que só fazem isso para ajudar e ver o trabalho prosperar.

E os diáconos? E os presbíteros? E os líderes de ministérios? Sempre altivos, muitas vezes prepotentes e
arrogantes, esquecendo-se que os cargos na igreja são para “servir ao Senhor” e não para serem senhores na igreja.

A obra de Deus precisa de líderes, de pessoas competentes e experientes que possam coordenar os mais novos e fazer o trabalho produzir resultados que engrandeçam ao Senhor Jesus. Todos são iguais… todos são discípulos… todos devem glorificar a Cristo.

Na obra de Deus ninguém tem mais direitos. Há os que têm mais encargos mas com os mesmos direitos de todos.

Se pensarmos na ilustração acima, podemos dizer que todos somos irmãos, todos somos servos, e o único chefe é o nosso Deus e o único que sempre está certo. Todos podemos cometer erros, todos devemos buscar direção do Senhor, todos devemos pedir perdão quando pecamos. E, ao final, todos ouviremos de Deus: “Servos bons e fiéis”.

“O SENHOR é justo, no meio dela; ele não comete iniquidade;
manhã após manhã, traz ele o seu juízo à luz; não falha…”
(Sofonias 3:5)